quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Vanishing

You´re vanishing before my very eyes, and there is nothing i can do to keep you in sight.

If i told you that i love you it wouldn´t make much difference ´cause i´ve done it all before and you still act like non sense.

So now i will live with my pain and take you out of my plans. But if come back i take you like nothing ever happened to tears us apart.

Just don´t leave me here all alone thinking you may never return from your journey to my arms. That would be just too sad. Everytime you appears in my mind i start to cry and wonder why, so i get to think something else beside how i´m sad. And these tears just fall but it´s not really my fault.

Tears don´t show half what i´m going through for still being in love with you. And they don´t mean a thing since you´re not here with me.

Dos Dias Em Que Você Me Deixou...

Não devia ser assim,
o começo tão perto do fim.
Não devia ser assado,
você se afastando dos meus braços.

Pra que tanta orgulho se você me quer tanto quanto eu quero você?
Por que ir embora se amanhã quando eu abrir a porta
você vai estar pedindo pra te aceitar de volta?

Mas não, não dessa vez
não desse jeito.
Se você quer voltar, faça direito.
Mande essa outra pessoa embora
e jogue as fotos fora.

E se voltar mesmo não seja mais o mesmo,
mude atitudes e pensamentos
para que não haja mais tanto sofrimento.

E, por fim, me chame de amor
pois, por ora, eu estou carente de mentiras.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Box Offices

Pessoalmente 2009 foi um ano bastante fraco no quesito cinema, poucos filmes- exatamente os 5 que entraram nessa lista- me deixaram com a sensação de que a sétima arte estava ali bem representada e continuaria ainda por muito tempo em boas mãos. Tive que fazer um grande exercicio mental pra conseguir lembrar de tudo o que vi desde fevereiro pra cá, e ainda acho que deixei algumas coisas de fora, bem... paciência. Disputando com diretores e atores consagrados esse ano tivemos algumas boas estreias, pessoas que prometem contribuir muito para manter o cinema relevante e inovador. Bem, sem mais delongas vamos a lista:

Anticristo - Lars Von Trier:

Lars Von Trier é desses diretores que veem o cinema como uma arte que é, por excelência, inquieta e revolucionária. Ele sempre nos mostra algo novo em suas produções, seja propondo uma nova forma de utilizar os recursos técnicos ou simplesmente mexendo com nossos limites do considerado aceitável. O filme em questão traz uma história carregada de sofrimento depois que o casal principal perde o filho em um acidente em casa, o pai tenta fazer com que a sua mulher encare de frente e sem paliativos a dor da perda mas com o tempo essa ideia acaba se mostrando não muito boa e eles passam por um verdadeiro inferno isolados em uma cabana no meio de uma floresta totalmente alegórica.

9 A Salvação - Shane Acker:

Esqueçam Avatar, a melhor metáfora para o que está acontecendo hoje em dia no mundo, em todos os sentidos, está representada nessa animação que passou relativamente batida pelos cinemas- se não fosse pelo nome de Tim Burton nos créditos de produtor duvido que seria lançada nos cinemas. No filme um boneco ganha vida misteriosamente e se vê em uma senário apocalíptico no qual os humanos não mais existem e a cidade, ou o que restou dela, é vigiada por estranhas criaturas. O que mais chama a atenção aqui foi a sensibilidade dos roteiristas para capturar as mais diferentes caracteristicas humanas e colocá-las habilmente em seus personagens, ao contrário de sr. Cameron e seus esteriótipos e clichês. Com um final filosófico essa animação mostra que esse campo definitivamente não está mais voltado apenas para o entretenimento infantil.

Distrito 9 - Neil Blomkamp:

Quando alguém imaginaria que em um conflito entre humanos e extra-terrestres seríamos retratados como os vilões? Pois é exatamente isso que acontece em Distrito 9. Há 20 anos atrás uma nave alienigena "estacionou" no céu da África do Sul e deixou a população mundial perplexa por não saber o motivo daquele evento, logo os humanos marginalizam os alienígenas enquanto buscam uma forma de expulsá-los de vez do planeta. O filme se sai muito bem no retrato que faz da marginalização por parte de "maiorias superiores" e mais ainda em mostrar como nossos destinos são comandados muitas vezes por aqueles que estão mais despreparados para tal tarefa.

Dúvida - John Patrick Shanley

O ano estava só começando e dava sinais de que seria bom pro cinema, ah ilusão de começo de ano!!!, muito, pra mim pelo menos, por causa desse filme em particular. Reunir atores de talento, Meryl Streep e Phillip Seymour Hoffman, num filme com tema polêmico, abuso de crianças por parte de padres, sob a direção de um ótimo contador de histórias, John Patrick Shanley- ver Live from Baghdad - é minha fórmula para um filme de sucesso e conteúdo; e não foi pra menos. Na história o personagem de Hoffman é suspeito de abusar sexualmente de um menino, e Meryl faz de sua cruzada pessoal provar que a acusação procede e com isso afastar o padre da sua atual paróquia; mas em sua defesa Hoffman conta com uma grande aceitação e carinho por parte tanto da própria Igreja quanto dos fiéis da paróquia. O filme nos proporciona cenas memoráveis como a da discussão entre os personagens de Meryl e Hoffman na sala dela, e a conversa reveladora de Meryl com a mãe do menino em questão; e encontra seu desfecho no momento mais apropriado possível.

O Equilibrista - James Marsh

Assistir a esse documentário provoca uma reflexão sobre a influência das Torres Gêmeas no imaginário e na História do século 20, ainda mais sendo ilustrada na figura de alguém que morava na França e ficou deslumbrado com a possiblidade de atravessá-las ainda quando elas eram apenas projeções nos jornais. Philippe Petit é dessas pessoas de espirito livre que vivem de e para seus sonhos, e um deles era andar de uma torre a outra do World Trade Center , para tanto ele escalou uma equipe de amigos que o ajudou a elaborar todo o plano para a ralização de seu intento. É delicioso ver como a história é contada por aqueles que a fizeram e como, olhando para trás, eles parecem não acreditar no que fizeram e até rechacar aquele que os juntou para tal feito.

Sinto muito em não poder incluir na lista ao menos uma obra brasileira, mas as que tive a oportunidade de assistir esse ano mostram que há muito a ser feito ainda por aqui.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Dúvida Blogayra

Dúvida Cruel: querid@s amig@s é só O Tudo E O Nada ou os blogs de vocês também ficam fora do ar durante o dia?

Origem da Dúvida: desde o último dia 24 venho tentando acessar o meu blog mas o blogger sempre parece estar fora do ar, mas durante a madrugada ele parece milagrosamente voltar a ativa e aí eu posso atualizá-lo. Ando pensando seriamente em transferir o blog pro wordpress, apesar de não gostar da interface lá por me lembrar os blogs oficiais cheios de atitude e má- vontade.

Quiz Natalino

Qual a melhor reação ao presente que você deu?

1- "Não entendi o presente!". [ Era uma almofada escrita "PAI" para seu... PAI!!! ]

2- Um olhar de desapontamento terrível. [ Sua amiga não acredita que ganhou um dvd do conto de fadas dela predileto. ]

3- A pessoa esquecer o presente que amou. [ A outra amiga foi pra farra e deixou os presentes que amou na casa da outra amiga. ]

Desabafem agora mesmo...

domingo, 27 de dezembro de 2009

O Vira- Lata

Eu nunca tinha parado para notá-lo- ou qualquer outro em questão- pois sempre achei que eles eram superficiais e estúpidos. Aquele tipo de pessoa que parece ser uma versão de algo perdido, e está perdido há tanto tempo que eles nem mesmo lembram mais o que estão simulando, e eu sempre achei isso realmente triste- eu não era inocente suficiente para achar que eu fosse algo especial ou original, mas a nossa diferença é que eu estava ciente disso o tempo todo.

- Oi, posso me sentar aqui com você?

Fui pego de surpresa pela pergunta.

- O que? Ahn?

Ele olhou para a cadeira ao meu lado que estava vazia, só então eu entendi.

- Ah sim! desculpe. Fique à vontade.

Eu continuei lendo meu livro e ouvindo Norah Jones, mas podia sentir seus olhos me encarando sem dizer nada.

- Você não sabe que é rude encarar?

Ele retribuiu com um pequeno sorriso.

- Eh... bem... o problema é que não sei exatamente como falar com você...

Aquilo me deixou um pouco perturbado, que motivo teria alguém como ele para falar comigo.

- Então, por que você iria querer falar comigo em primeiro lugar?

Pela primeira vez eu olhei atentamente para ele, algo parecia fora de contexto, como se toda sua atitude anterior estivesse aos poucos desaparacendo e dando lugar a uma insegurança e finalmente algo verdadeiro.

- Eu não sei... Te vejo todo dia sentado aqui sozinho e mesmo assim não me parece triste.

Aquela conversa estava realmente me deixando intrigado.

- Então você me observa todo dia, isso não é meio esquisito?

- Pra falar a verdade não acho.

- Não?

Ele podia tentar disfarçar mas sabia que aquilo não era algo normal de se fazer, ainda mais pra alguém como ele que estava acostumado a ser o centro das atenções e não ter que chamar a atenção dos outros.

Os instantes seguintes foram de um silêncio constrangedor que eu não estava a fim de quebrar, pois não via razão boa o suficiente para tal esforço. Então voltei a leitura de meu livro, mas não pude ir muito além pois a simples presença de alguém olhando por cima de meu ombro era algo por demais desconfortável.

- Então...

Lancei um olhar desafiador na esperança de que ele falasse algo que pudesse iniciar uma conversa, ou que pelo menos ele fosse embora de uma vez.

- Então...

Foi tudo o que consegui dele.

- Homem de poucas palavras ou a vida nunca precisou que você falasse muito mesmo?

Havia perdido minha paciência e estava a fim de mandá-lo embora o mais rápido possível. Ele, por outro lado, não parecia disposto a sair dali.

continua...

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Porque Tem Que Saber Ser Sutil...

Amiga da Familia:
- Tá tão bonito com essa barba e o cabelo grande.
Wendedel:
- Brigado.
Amiga da Familia:
- Aposto que tá cheio de menina atrás. Cadê a namorada?
Wendedel:
- NamoradAAA?
Amiga da Familia:
- É, deve deixar as meninas doidas. Cadê a namorada?
Wendedel:
- NamoradAAA?
Amiga da Familia:
- É, namorada... Um morenão desse...
Wendedel:
- NamoradAAA?
...

Depois de tanta deixa se ela não percebeu, quem sou eu pra falar mais nada...

Cansei de Ser de Você

Engraçado como a cada vez que você desaparece eu me prometo que dessa vez vai ser a última e que não vou atrás de migalhas, e por um tempo essa promessa até toma forma de atitude e parece que realmente vai durar mas basta que durante a madrugada você me ligue e todas as minhas defesas caem por terra, assim como aquela promessa feita semanas atrás.

E então eu volto a imaginar situações em que eu e você estamos juntos e felizes, e então você mais uma vez some sem a menor explicação me deixando aqui a imaginar os mais diferentes motivos para você não manter contato; e o mais engraçado é que tento- e às vezes até consigo- me convencer de que você apenas não sente a necessidade de manter contato constante mas, mesmo assim, pensa em mim tanto quanto eu penso em você.

The #1´s

Seguindo a lista começada com o "Memoirs Of An Imprefect Angel", da Mariah Carey, abaixo estão listados os outros 4 álbuns que compõem os meus prediletos de 2009.

Norah Jones- The Fall:

Ela está de volta dessa vez de coração partido, e isso é ótimo pro resultado final do cd. Depois de uma estreia preciosa abocanhando elogios e prêmios ao redor do Mundo todo, Norah Jones desapontou os seus fãs com dois cds irregulares e um filme digno de ser apagado de sua biografia. Mas agora em 2009 depois do final de seu casamento ela juntou sua voz pequena, seu piano melancólico e antigos parceiros musicais e nos presenteou com essa coleção de músicas preciosas. Destaques para: Chasing Pirates, Even Though, You´ve Ruined Me Now.

Mariana Aydar- Peixes, Pássaros, Peixes:

Desde seu cd anterior Mariana Aydar mostrava que veio pra ficar e conquistar espaço próprio na mpb. Com desenvoltura suficiente para experimentar desde o samba até uma levada mais pop a cantora não perde sua identidade musical e nos encanta com sua voz potente e letras marcantes no cd Peixes, Pássaros, Pessoas. Agora fica só a espera por um mais do que merecido dvd que registre também a performance ao vivo da interprete. Destaques para: Florindo, Palavras Não Falam, Peixes.

Pitty- Chiaroscuro:

Depois de um merecido descanso de 2 anos a banda mais relevante do cenário pop-rock nacional está de volta com um cd de músicas ineditas, e a espera valeu a pena. Chiaroscuro mostra uma clara evolução na sonoridade da banda e as letras também estão mais bem trabalhadas e acabadas, a cantora se mostra mais contida e disposta a explorar aspectos mais sutis de sua própria voz. Todas essas mudanças se mostram em perfeita consonância com a proposta que já fica explicita no título do trabalho, Claro Escuro, que é a de buscar alguma espécie de equilibrio entre os aspectos explicitos e escondidos contidos em tudo. Destaques para: Água Contida, Fracasso e Trapézio.

Franz Ferdinand- Tonight: Franz Ferdinand

Os "meninos" do Franz Ferdinand mostram que não é preciso ser sério para fazer um disco sério e adulto. Ao contrário da também aclamada Arctic Monkeys que parece quer provar que pode amadurecer e fazer muito mais do que músicas para a "dancefloor", o quarteto não passa a imagem de uma banda preocupada em mostrar crescimento ou mudança em seu som. Apesar desses últimos aspectos estarem presentes no som do cd, os elementos principais que fizeram o bom nome da banda ainda estão todos lá: as guitarras dancantes, as distorções virtuosas e as letras cheias de humor e duplo sentido. Destaques para: Ulysses, Live Alone, Lucid Dreams.

p.s: de quebra se você quiser dar uma olhada no novo álbum de Alicia Keys, The Element of Freedom, é altamente recomendável; só não chegou os Top 5 pelo pouco tempo na praça, mas na do próximo ano com certeza vai entrar.

Ciclos, Círculos E Outras Coisas Redondas...

Não saberia afirmar com toda certeza se acredito nessa coisa de "fechar um ciclo pra começar outro" mas acredito sim que a vida é um eterno círculo em que as coisas tendem a se repetir ddepois de um espaço de tempo. O grande "catch" é que ninguém pode prever qual o intervalo de duração de um círculo ou de outro, e então tudo o que você pode fazer é aproveitar enquanto as coisas vão do jeito que você planejou e se preparar pras tempestades.

Alguns dizem que é castigo divino quando as coisas começam a dar errado em algum aspecto de sua vida, para que você não se esqueça que apesar de tudo você é apenas um ser incompleto e que não pode controlar tudo, o tempo todo. Eu mesmo prefiro acreditar que, conscientemente ou não, nós nos auto- sabotamos em favor, de novo consciente ou não, da eterna busca de algo novo e nunca antes tentado. Se você tem um emprego que não mais te satisfaz completamente, a partir de algum momento vai começar a pavimentar seu caminho pra fora daquele local e procurar algo mais excitante. E o mesmo preceito vale para as outras esferas de nossas vidas.

Apenas na última sexta-feira me senti impulsionado a sair de casa e me movimentar um pouco para poder voltar a sentir o sangue correndo nas veias. Pois bem sai, me diverti demais e ainda terminei / comecei o dia em muito boa companhia. Daí comecei a reavaliar os últimos tempos em minha vida e percebi que deixei muita coisa boa passar por pura apatia, não que me arrependa também das escolhas que eu fiz pois elas foram muito válidas como aprendizado.

Enfim... sempre fico com a sensação de que me perdi no raciocinio, ou na falta dele hehehe, e então vou parar por aqui.

Re- regulamentação

Meu Deus como sou sem noção! Propus-me a listar meus lançamentos favoritos do ano e simplesmente ignorei o fato de que o ano tem 12 meses e não apenas os 3 ou 4 últimos meses nos quais tenho vivido, logo comecei a relembrar tudo o que vi, ouvi e li esse ano e percebi que tem mais material do que o necessário pra fazer um top 3 e então decidi que teremos um Top 5. Os cds serão "The #1´s", os filmes "Box Offices" e os livros "Best Sellers" e serão divulgados nessa ordem, mudando um pouco mais a organização do negócio os escolhidos serão anunciados em uma única postagem para cada categoria,ok? Então tá, até mais tarde com o meio e fim dos cds. hehehe

domingo, 20 de dezembro de 2009

Tell Your Mother

Tell your mother you´re going home tonight,
´cause of what you did last night.
And she better take you back,
before i shot you dead.

My head hurts and i can´t get a minute of sleep
i keep rolling on our bed sheets.

After a few weeks a finally got myself a new lover,
and now i will be gone forever,
so you can go and tell your mother
you´re going home tonight
because of what you did last night.

sábado, 19 de dezembro de 2009

As Memórias do Anjo Imperfeito

Fim de ano chegando + falta de inspiração pra escrever algo original + vontade de experimentar algo novo= NOVA COLUNA NO BLOG!!!

É isso mesmo a partir de hoje vou postar os 3 melhores livros, filmes e cds que cruzaram meu caminho esse ano de 2009. E pra começar minha musa mor: MARIAH CAREY!!!

"Memoirs of An Imperfect Angel" causou muita zuada por causa do primeiro single "Obsessed" no qual ela supostamente estaria respondendo as agressões do rapper Eminem e da releitura do clássico "I Want To Know What Love Is"; polêmicas à parte por pura coincidência essas são as faixas que eu eliminaria do álbum- inclusive nem as ouço quando ponho o cd pra tocar hehehe. Na minha opinião o cd é completo por trazer letras que falam de todos os momentos que envolvem o processo do amor, o cd começa com a pesada "Betcha Gon´ Know" muito bem apropriadamente rotulada de prólogo pois é a partir da história dela que se desenrolará o resto do cd- preste atenção na deixa no final da música "to be continued...". Assim ela vai muito bem passando pelas mais variadas fases do relacionamento: depois da descoberta da traição o ódio (H.A.T.E.U.), as lembranças da vida a dois (Candy Bling), as promessas de uma vida a dois eterna ("Ribbon", "Inseparable"), o começo da aceitação de que acabou ("Standin O", "It´s A Wrap") e finalmente o "exorcismo" do relacionamento ("Up Out My Face"). Depois já renascida ela começa a flertar novamente ("More Than Just Friends") e acreditar que amar de novo é possível ("The Impossible"). Chegando quase ao final do cd Mariah mostra que ainda é capaz de fazer muitos malabarismos vocais- apesar de ter obviamente perdido muito de seu alcance vocal- na preciosa "Angels Cry" e nos apresenta um rápido mas fortissimo interlúdio em "Languising" para encerrar o cd em grande estilo- talvez um pouco grande demais- na sua versão cheia de sentimento de "I Want To Know What Love Is". De resto o cd ainda traz 4 remixes de "Obesessed" to-tal-men-te descartáveis e incoerentes com o resto do material- admitamos que Mariah nunca foi muito feliz com remixes de suas músicas-, então feel free pra ignorar essa parte do cd e apertar o replay pra recomeçar a ouvir o cd.   

Number #1´s:

Betcha Gon´ Know (the prologue)
H.A.T.E.U.
Candy Bling
Ribbon
Inseparable
Standing O
It´s A Wrap
Up Out My Face

Floop:
Obsessed

sábado, 12 de dezembro de 2009

A Menina Maluquinha

Querida Indizível,

esses são os dias nos quais mais penso em você. Lembro de uma época mais simples em que podíamos passar o dia todo apenas brincando em nosso mundinho enquanto todos ao redor gritavam conosco por rirmos mais alto, corrermos mais, falarmos mais, brincarmos mais, vivermos mais que todos os outros. E quando finlamente paravamos você sempre tinha algo engraçado e relevante pra falar, e eu me sentia pequeno na sua presença e ao mesmo tempo maior e melhor por estar com você. Agora mesmo posso sentir minha mão passeando pelo seu cabelo enquanto permanecemos deitados nesse chão desconfortável de taco e você me fala como foi seu dia longe de mim na escola, sim tenho ciúmes de todos aqueles que a cercam quando não estou com você. O menino insuportável que insiste em te chamar de namorada me causa profunda inveja pois ele tem uma parte de você que eu jamais terei. Sua melhor amiga também me desperta asco e repulsa, pois é com ela que você divive seus pensamentos mais intimos. Seu jeito gracioso com os outros me deixa sem graça, por saber que jamais terei seu traquejo. Sinto que estou sufocando com tudo aquilo que não é falado nos momentos em que te olho em silêncio, e agora tenho que me conformar que nunca mais poderei te dizer tudo o que se passava na minha cabeça nessas horas de profunda intimidade.

Desejo que você pudesse estar aqui comigo para que eu pudesse me sentir seguro o suficiente para ser eu mesmo perto de alguém, mesmo duvindando que depois de crescida você pudesse ver algo em mim que valesse a pena fazer com que você não me desse as costas, ou me fizesse te afastar como faço com todos os outros; mas não, não você pois sei que você saberia dar o jeito ccerto de se manter sempre por perto.

Sinto saudade eterna e continua de você e do pouco tempo que passamos juntos, ele pode ter sido curto demais mas sem dúvida alguma foi suficiente para saber que como você jamais haverá outra pessoa em minha vida.

Devaneios

Por um dia na minha vida gostaria de sentir como os outros e saber o gosto que tem fazer parte de algo onde você realmente se sente acolhido. Gostaria de me misturar a uma multidão de adoradores de alguma banda e cantar junto com eles as nossas músicas favoritas. Sentar para conversar com minha familia e todos termos as mesmas opiniões sobre os mesmos temas. Ficaria extremamente contente por ser um sábado à noite e não estar ouvindo Coldplay e escrevendo textos tão amargos, preferiria estar em alguma festa com outras pessoas tão apaixonadas pela vida quanto eu seria. Comeria o que me fosse oferecido sem restrições de paladar e poderia opinar sobre o gosto das mais diversas comidas. Entraria em discussões acaloradas em mesas de bar por causa de música, artes e futebol, e acabaria com a discussão pedindo a próxima cerveja gelada. Diria as pessoas que me cercam que as amo [pausa God Put A Smile Upon Your Face começou ...]. Sorry. [ixe The Scientist...]. Ufa, essa foi dificil... hehehe. Enfeitaria as conversas no msn com mil e uma carinhas e reencaminharia todas as correntes que me chegam pelos emails. Seria mais gentil com desconhecidos e não passaria uma imagem tão critica ou depressiva.

Mas tenho medo de conseguir realizar esse sonho e depois que o efeito Cinderela acabar eu não mais caiba de vez na minha verdadeira realidade. E tendo sentido o gosto da burrice e do vazio tivesse que voltar para meus pensamentos obscuros e assustadores, como seria essa luta constante? Melhor mesmo nem pensar nisso então...

Desabafo

Ainda me lembro do olhar, do tom e dos gestos que você fez quando disse que não mais poderíamos continuar juntos. Aquilo me feriu de uma maneira nunca antes experienciada, talvez por isso eu não tenha sabido como me comportar na ocasião, mas agora que algum tempo passou e eu tenho clareza suficiente pra ver sas coisas do seu ponto de vista percebo que talvez tenha sido o melhor para nós dois mesmo.

Agora você volta a minha vida e pede para sermos mais que amigos, confesso que fiquei bastante balançado com a oferta e tive que me segurar bastante para não aceitar no mesmo momento e me enredar eu seus encantos novamente, mas fui forte o suficiente para resistir e por isso você não esperava. Talvez por isso você tenha dito que eu não conseguiria viver sem você, então tá fazem alguns meses já que não tinhamos contato e não fui em quem foi atrás de você atrás de um reatamento.

No momento de surpresa você falou que me conhecia bem demais e sabia que era só questão de tempo para que eu voltasse implorando pelo seu amor, talvez você tenha razão talvez não tenha; não vou proferir sentenças que pareçam definitivas ou coisas do gênero. Só queria que você soubesse que eu mesmo não me conheço tão bem assim, então quem diabos é você pra dizer tais palavras? Por conhecimento próprio eu posso dizer que eu mesmo não esperava que eu fosse chegar tão longe na minha própria expectativa de vida, que eu chamaria as pessoas que hoje chamo de melhores amigos ou, ainda mesmo, que teria algo sério e tão profundo com você.

Então por favor, diga o que quiser dizer pois eu realmente não ligo, só não me venha com esa conversa fiada do que "eu te conheço bem demais" já que nem você nem ninguém nessa vida "me conhece bem demais" pra sair alegando que sabe o que vou ou não fazer em seguida. Na verdade se você de fato "me conhecesse bem demais" saberia que essa é a única coisa capaz de me fazer perder os limites em relação a alguém, então fica a dica de que você NÃO me conhece bem demais.

Enfim, era só isso estava com isso engasgado na minha garganta e precisava pôr pra fora por mais que esse desabafo nunca vá chegar a seu conhecimento, já que você desconhece a existência desse espaço em minha vida. Tá aí o quanto você me conhece...

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Incrusão Digital

Você vai nas Casas Bahia, Ricardo Eletro, Insinuante e afins faz um crediário e adquire o tão sonhado computador, a desejava máquina fotográfica digital e tooodos aqueles produtos que vão permitir que você entre no mundo moderno.Veja o resultado prático disso:


A Irmã Perdida do Doug tentando achá-lo



Lançamento da próxima mulher-alguma coisa 



O próximo muso da "praia" de Ramos



O próximo lançamento da Brasileirinhas



O próximo casal da novela das 8 da "Grobo"

Não é deveras gratificante o incentivo que o Governo Federal vem dando ao consumo da grande massa excluída historicamente do Brasil?

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Soneto Para Um Novo Amor

Vou flertar com a escuridão
pra saber como é a verdadeira solidão,
e se depois nada mais der certo
vou poder dizer que sei como é o Inferno.

Quero andar de mãos dadas com desespero
e sentir sangue correndo nas veias.
Se você acaso cruzar meu caminho,
lhe responderei com desprezo.

Para dar sentido a vida
vou brincar com a morte,
e abusar da sorte.

Em busca de abrigo
vou pular no precipício,
e quem sabe por fim me achar.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

O Invencível

- Obrigado por me tornar invencível. murmurou ele, com um sorriso vermelho de satisfação nos lábios, para o homem perplexo que tentava em vão ajudá-lo em seus últimos momentos.

Fazia um dia típico de verão, o Sol estava imponente no Céu de meio-dia e o ônibus lembrava o Inferno de tão quente. Finalmente chegava em sua parada e poderia conseguir um pouco de ar fresco, até chegar em casa e tomar um banho. Vinha escutando sua música sem maiores preocupações e sem prestar muita atenção naqueles que o cercavam, só olhava de relance vez ou outra para as duas amigas que conversavam atrás dele no ônibus.

Não tinha planos específicos para aquele dia, apenas chegaria em casa e faria seu ritual diário de tomar banho, almoçar, dormir e quem sabe ver tv ou passar o resto do dia na frente do computador. Não estava também a fim da companhia de terceiros e nem mesmo a sua própria companhia o agradava muito, contudo não se podia dizer que estava deprimido ou coisa parecida; apenas se encontrava entediado e cansado demais para fazer esforços de qualquer natureza.

Percebeu que seu ponto era o próximo e deu sinal puxando a cordinha. Já estava de pé três pontos antes do seu, não por ansiedade ou expectativa de sair de dentro do ônibus mas antes por ter ficado tempo demais- segundo ele mesmo- sentado no seu assento; continuava olhando para os lados sem prestar muita atenção ao que o rodeava, as meninas não mais se encontravam dentro do ônibus e a música parecia começar a perder o interesse, ele fez menção de tirar o mp4 do bolso e trocá-la mas mudou de ideia e resolveu terminar de ouvir o cd que tocava. Viu passar o bar que costumava frequentar e nele percebeu antigos amigos de bar, mas nem assim sentiu algo diferente nem nostalgia nem vergonha, nada simplesmente constatou o fato de que aquele lugar lhe trazia lembranças...

Viu que o ônibus começava a parar e essa era sua deixa para se encaminhar para perto da porta. Fez tudo como manda o figurino: parou em frente a porta, olhou para o cobrador, percebeu a retribuição do olhar, tornou a olhar para a porta, olhou a porta abrir, esperou o ônibus parar totalmente e, finalmente, desceu a passos lentos e esperou o ônibus seguir seu caminho para que pudesse seguir o seu; todo esse processo não demorou mais do que 1 minuto.

Com seu fone no ouvido se pôs a atravessar a avenida, sentiu uma lufada de um ar bastante quente e desejou ainda estar dentro do ônibus, avistou pessoas seguindo com suas vidas sem prestar muita atenção nele e sentiu algum alivio com isso, estava a meio caminho de chegar no canteiro que dividia as duas mãos da avenida.

Um comerciante saia de sua venda para receber os produtos que haviam acabado de chegar em uma caminhonete corriqueira, o motorista da caminhonete não via a hora de descarregar os mantimentos e fazer a parada de 1 hora para o almoço, em sua ânsia não se preocupou em perceber que bloqueava completamente a visão de quem entrava na avenida por uma das ruas que cortavam a avenida. Nesse mesmo instante um pai de familia apressado saía de casa em seu carro para buscar seus filhos na escola; sem se preocupar demais com as regras de trânsito ele entrou sem maiores precauções na avenida, e foi nesse momento que seu destino se cruzou com o do menino.

O menino foi atirado de volta para a calçada de onde havia partido quando saltou do ônibus. o pai de familia acabou no meio fio que dividia as duas mãos da avenida. O comerciante correu para dentro de seu estabelecimento a fim de chamar seus empregados para ver a cena. E o vendedor dos produtos não teve reação alguma além de largar as melancias que carregava e levar as mãos aos próprios olhos.

E foi assim que o menino se tornou invencível. Para todo o sempre invencível.

Dúvida Sobre O N ada

Dúvida: What the hell é isso?

Origem da Dúvida: estava eu zapeando pelos canais burros e vazios da tv e me deparei com esse video, não pude conter o espanto e parei para ver essa pérola do cenário da música mundial. Maaas a maior surpresa está guardada lá no final do clipe e vale a pena a espera- ou talvez nem valha.

Quiz da Semana

Qual das alternativas abaixo você mais gosta quando seu  namorado, marido, namorido, amante, ficante, miguxo de foda, palhaço rodizio... usa o sanitário?

01) Deixa a tampa levantada;

02) Não dá descarga;

03) Molha a borda toda;

Borderline

Eu vivo na beira De Um AtAqUe De NeRvOs !!! @#$%¨&*
                     
                         dos ossos do oficio...

                         do pre
                                   ci
                                     pí
                                       ci
                                          o
                                           

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Voltar

Pra que voltar a um passado que só carrega más lembranças? De que adiantaria fingir que não sei o que vocÊ faz quando não está comigo?

Você me diz que vai mudar e eu sei que isso não significa muito para você, então pra que eu deveria voltar a uma história que não parece em nada com um conto de fadas? Deve ser fácil fazer juras de amor eterno quando não se é o machucado na história, mais fácil ainda deve ser pedir perdão quando você mesmo nunca teve o que perdoar.

Paremos por aqui então enquanto nos resta algum orgulho próprio e a covardia não nos tomou de assalto e nos fez reféns de sua fraqueza. Digo adeus com lágrimas nos olhos mas nos lábios trago um sorriso de renovação, pois sei que agora vejo as coisas com clareza e obstinação.

Se acaso quiseres continuar com as coisas como estão em nossa antiga casa já não me importa, mantenha intactos porta- retratos, quadros, móveis e o cão. Não preciso levar nada disso embora comigo para me lembrar de tudo o que dividimos, minhas lembranças carrego marcadas na pele e no coração.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

O Riso, O Choro And Everything In Between

Quem lê as linhas desse blog pode achar que sou dessas pessoas depressivas que só veem o lado negativo da vida, e não que isso esteja de todo errado, mas na verdade também existe todo um outro lado de minha personalidade, ou das outras personalidades já que sofro de gigapolaidade, que sabe aproveitar o que a vida tem de melhor.

Então você pode ser perguntar o motivo de dificilmente vocês verem esses bons dias refletidos nas postagens do blog. Ok, esclareço: pra mim os momentos de alegria devem ser aproveitados ao máximo e portanto não vou ficar escrevendo, filosofando ou descrevendo o que seria uma coisa boa para mim. Quando estou no meu melhor humor ligo para os amigos e saiu pra fazer algo que eu esteja a fim de fazer, dou muita risada, falo muita besteira e faço muito mais besteira ainda. Por outro lado quando estou nos momentos de mau humor prefiro ficar no meu cantinho, sozinho, em silêncio para refletir sobre as coisas e situações; então geralmente é nessa hora que sento no computador e ponho tudo aquilo que aflige pra fora, cabe dizer que nem tudo o que escrevo acaba sendo postado pois tem muita coisa que eu mesmo me assusto ao ler depois e prefiro apagar.

Enfim... acho que é isso, só senti a necessidade de explicar qualquer dúvida que possa existir sobre qualquer coisa... que complicado isso... será que me fiz entender? duvido.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Quiz da Semana

Votem agora no seu casal predileto:

01) Homem Depressivo e Mulher Incompreensível;

02) Homem Alcoolatra e Mulher Passivo-agressiva;

03) Homem Preguiçoso e Mulher Maternalista.

O resultado... eh, o resultado... bem o resultado eventualmente sairá...

Auto- Sabotagem

Daqui pra frente vou me auto-sabotar.

Isso mesmo, vou me auto- sabotar e acabar com tudo de bom que possa aparecer no meu caminho.

Se aquela oportunidade de emprego fantástica aparecer na minha frente vou ignorar e fingir que não é comigo. Vou passar a informação adiante e torcer para que meu pior inimigo ocupe a vaga. Irei alegar em minha defesa que estou muito bem no atual emprego e que não me via trabalhando com certa pessoa que encontraria pelos corredores do novo trabalho.

Quando o amor de minha vida voltar- sim ele já esteve em minha vida- ao meu convivio vou fazer questão de afugentá-lo em favor de algumas aventuras sexuais sem sentido e em favor também de minha solidão e da companhia de minha própria sombra. Não quero mais fazer planos de uma futuro juntos ou qualquer coisa que envolva projetos a dois.

Vou cancelar todos os planos com os amigos e dizer que depois ligo pra fazermos algo juntos. Logo em seguida vou desligar meu celular e avisar que não atendo telefonemas no fixo, só para ganhar tempo até eles perceberem que não sou tão válido assim para se ter por perto ou aguentar certos tipos de comportamento. E como as festas de final de ano estão se aproximando vou fazer questão de deixar bem claro que não vou presentear ninguém por falta de dinheiro- e ao mesmo tempo vou me dar o melhor presente ever!!!.

Pararei de ir aos encontros familiares de fim de semana e de falar com qualquer irmão, primo, tia ou parente que seja pelo msn ou email. Cessarei qualquer contato com meus pais e farei com que eles realmente não saibam jamais quem eu sou, fui ou terei a chance de vir a ser.

Na universidade vou abandonar todas as matérias que eu ainda não abandonei e seguirei a vida na mesa de um bar bebendo, fumando e jogando conversa fora. Se acaso alguém me perguntar se estou me formando responderei com uma pergunta sobre o aspecto mais desagradável da vida da pessoa, só pra ser escroto mesmo.

Enfim... acho que é isso, a partir de hoje não pertenco mais a esse mundo e nada aqui me pertence igualmente. Vou me trancar em mim mesmo e excluir qualquer possibilidade de contato com agentes externos. Se acaso me vires vagando pela rua, com uma expressão vazia na cara faça-nos- a mim e a você mesmo- um favor e siga seu caminho sem interromper o meu.

Quem sabe abandone até mesmo esse espaço que me é sempre tão útil...

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

O Menino Amarelo pt. 3

Houve em tempo em que ele realmente acreditou que, finalmente, pertencia a alguma coisa.

Ele tinha um emprego estável,
um relacionamento amoroso correspondido,
uma momento familiar menos conturbado;
tudo parecia realmente crível e possível para ele que nunca antes havia experimentado toda essa calmaria de uma vez.
Ele chegou mesmo a fazer planos para um futuroa dois, programar viagens de férias, sonhar com almoços dominicais nas casas dos pais, e até levar uma vida mais saudável largando todos os seus vicios.

Contudo, um belo estranho dia de folga de todas as suas funções ele se pôs a pensar e refletir sobre todos esses aspectos de sua vida. E ele sentiu um imenso e súbito vazio, uma necessidade de mais, de ser mais, de ter mais- e não se referia a bens materiais-, de sentir mais, de ver mais. Então foi quando ele percebeu que o problema não estava no outro, ou no número de atividades que ele desenvolvesse simultaneamente; o ponto de insuficiência vinha dele mesmo e de sua constante necessidade de mudança e movimentação para que pudesse continuar s sentindo vivo.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

O Menino Amarelo pt. 2

Ele não sentia como os outros.

Ele não falava como os outros.

Ele não via como os outros.

Ele não tinha os mesmos interesses dos outros.

Ele não se vestia como os outros.

Ele não pensava como os outros.

Ele não se comportava como os outros.

Ele cansou de não ser como os outros,

hoje ele não é mais...

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Do Orkut

Sorte de hoje: Nunca desestimule alguém que evolui, não importa quão lenta seja a evolução.

Sr. Orkut, por isso que respeito todos aqueles que AINDA(!!!) acham que nem todo homem é palhaço, os que pensam que o mundo não é gay, e aquela "gente" que ainda usa calça boca-de-sino (especialmente os homens). 

10 Coisas Que Odeio Em Você

1- Seu cheiro que me faz lembrar de meu ex;

2- Sua reclamação da falta de ventilador quando tem um ar-condicionado funcionando perfeitamente no local;

3- Você reclamar do calor que faz lá fora- pq você continua no ar-condicionado- logo após ter saído do banho;

4- Reclamar que nossos celulares não sejam da mesma operadora, pois terá que pagar mais pela ligação- é simples não liga ué...;

5- Seu ringtone com aquela música confusa que até agora não sei o que era exatamente;

6- Seu jeito de falar recheado de girias sooo laaaaaaaaaast season;

7- Sua meia furada que deixa metade de seus dedos do lado de fora;

8- O Hollywood que você fuma;

9- Sua mania de parar tudo pra perguntar se estou gostando- se não estivesse pegaria minhas coisas e iria embora;

10- Parar tudo para perguntar se tenho namoradA, e ainda por cima dizer que tem uma- daí eu não poder deixar marcas no seu corpitcho.

Ufa... que dificil, viu. E nos conhecemos hoje mesmo, imagine... hehehe

terça-feira, 10 de novembro de 2009

O Menino Amarelo

Você deu a sua vida, você deu o seu coração
e agora vem reclamar que está completamente sozinho.
Foi uma escolha sua desistir de seus amigos
por alguém que conheceu há tão pouco tempo.
Você diz que não entende como alguém pode ser tão frio
mas a verdadeira pergunta é como você pode ser tão necessitado.
Seus amigos agora perguntam se valeu a pena e você diz que valeu,
só para agradar seu próprio orgulho
mas você está machucado demais pra ver que nem mesmo o seu orgulho é mais seu.
Pra falar a verdade você sabe que está tão vazio e as coisas nunca serão iguais de novo.
Mas o melhor é que você já sabe disso tudo,
você já passou por isso tudo antes, e você aprendeu que
as coisas estão boas... até não estarem mais.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

The End

There wasn´t enough anymore,
just was not enough.
She was the same- only even prettier, if that was possible-,
and the love we felt for each other had only became stronger- you could see in our eyes-,
but something had changed.
I wasn´t the same, all those months apart made me realize
we could never survive in the real world;
so i set her free and let her be.

Dirtty

All this tension between you and me,
only makes me want you more and more,
I keep thinking about leaving here with you
and take you o a special place,
where we can be alone
and get really fired up.
Every night i dream of undressing you
and put your body against mine
I feel your breath on my neck
that really turns me on.
But when i wake up
i´m all alone and in the wet patch of the bed.

sábado, 31 de outubro de 2009

Nota de Esclarecimento

Queridos e seletos leitores é com grande enorme prazer e alegria que nós do O Tudo e o Nada vimos através desta lhes informar que foi concluída com enorme êxito a fusão deste com o mundialmente famoso- tsc!!!- blog Oh Dúvida Cruel!!!. Agora pagando por 0 você leva o conteúdo de 2 dos melhores- tsc[2]!!!- blogs disponíveis em toda a internet para sua melhor comodidade e entretenimento.

  

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Dúvida Sobre Contradições

Dúvida cruel: existe gente mais contraditória- e de quebra burra e vazia de nascimento- que a nação pagodeira?

Origem da Dúvida: estou eu em uma mesa de bar com os miguxos do core conversando, fumando meu cigarrinho, tomando minha cervejinha e comendo muita areia- isso é assunto pra outra dúvida mais cruel ainda!!!- quando começa a tocar uma seleção de músicas deveras edificantes e seus derivativos todos. Eram músicas de pagode baiano e que só alguém muuuito burrinho e vaziozinho ouviria mesmo de livre e espontânea vontade, por quê? Explico o porquê: Tenho na minha própria familia vários pagodeiros e talz, eles vivem falando que não têm preconceito contra nada nem ninguém, que cada um é livre pra gostar do que quiser e escolher- tsc!!!- o que quiser; maaas pergunte quantas pessoas homossexuais eles conhecem, com quem convivem e gostam. Não, nem precisa se dar ao trabalho, eu respondo: "Uma" que no caso seria eu mesmo. É engraçado pensar que eles preferem andar com machos alfa que não respeitam o espaço pessoal do outro- e o ultrapassam com lambidas na buchecha de uma e roçadas em outra- e mas engraçado ainda é que eles mesmos admitem que a pessoa em questão é uma pé-no-saco mas "as negas gostam pq ele tem carro e dinheiro"- outra dúvida rápida: e vc que não é "nega" dele anda com ele pq, se dinheiro e carro vc também tem?- só me resta acreditar que é identificação reciproca. Agora voltando ao caso de amor e ódio entre pagodeiros e homossexualismo percebi que em 90% das letras das músicas se versa sobre "mosquito que não come, não morde, só só PICA!!!" e coisas do gênero que eu não fiz o menor esforço de decorar pra coloca aqui como exemplos. E aí você vai a um show de pagode e vê aquele mooonte de marmanjo que se acaba de dançar e requebrar ao som de músicas que já veem com passos de dança ensaiados e eróticos, o que mais você precisa pra pensar que está em uma boate gls? N-a-d-a hehehe.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Vá Se Fuder!!!

Vamos lá, todo mundo comigo, é simples assim:

Você quer alguém pra passar a mão na sua cabeça depois que a merda tá feita? Vá se fuder!

Você quer alguém pra descontar as suas raivas do Mundo? Vá se fuder!

Você quer alguém só pra dizer que "tem alguém"? Vá se fuder!

Você quer alguém que limpe sua barra com os outros? Vá se fuder!

Você quer alguém que assuma a responsabilidade pelos compromissos firmados por você? Vá se fuder!

Você quer alguém que te trata com carinho pra receber em troca ignorância e desprezo? Vá se fuder!

Você quer alguém pra chamar de seu, sem poder retribuir com fidelidade? Vá se fuder!

Você quer alguém que esteja ao seu lado quando a recíproca não é verdadeira? Vá se fuder!

Enfim, acho que em suma é isso... toda vez que algo der errado e você pensar em me procurar nem se dê ao trabalho, pois saiba de antemão que a resposta será daqui pra frente seeempre: VÁ SE FUDER!!!

#etenhodito

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

I Wanna Break Free

Hoje em dia sou realmente burro e vazio, sou e não tenho o minimo problema em admitir isso para aqueles que são mais ortodoxos. Não tenho vergonha de afirmar e me explico:

Por muito tempo mantive distância das pessoas por pura apatia e desprezo pelo contato humano. Por me sentir tão morto por dentro precisava me machucar pra ver o sangue escorrendo e voltar a sentir o minimo de vida em mim mesmo. Por saber que, embora estivesse em meio a um grupo de pessoas, nenhuma delas percebia quão distante e sozinho eu me sentia. Por, depois de ter desistido do convivio social, observar os mais distintos grupos e não sentir a menor vontade de fazer parte de absolutamente nenhum deles.

Por ter passado por tudo isso, e ter sobrevivido, hoje em dia sou capaz de fazer concessões e manter o minimo possível de contato com outras pessoas e saber que nada realmente vale tanto de seu tempo em preocupações. Há algum tempo comecei a perceber que se algo lhe dá mais dor de cabeça do que prazer você deve realizar algum tipo de mudança com a única finalidade de alcançar seu prazer máximo. Enfim... acho que me fiz entender.

Por tudo isso também me recuso a ser enquadrado como "pessoa sem loção, limites ou coisas do gênero" por aqueles que não sabem que a vida deveria estar sendo vivida com um pouco mais de leveza e escárnio aos padrões sociais e etc...

prontofalei

Pra Terminar...

Sorte de hoje: Muitos recebem presentes, poucos abrem o pacote.

Pronto... parei... perdeu prayboy... chegaaa... assim eu espanto os já debilitados leitores desse espaço assaz aprazível!!!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Mais Um Pouco Do Orkut*

Sorte de hoje: Beleza sem virtude é como uma rosa sem fragrância

Sr. Orkut, vc é deveras um poeta assaz profundo e talentoso; pena que eu sou uma pessoa burra e vazia do tipo que não liga pra essa beleza pré-estabelecida e clichê...



*Minha gente essas besteiras do orkut são só pra manter a audiência ligada enquanto o meu bloqueio literário não passa- nossa como tô chique "bloqueio literário" hihihi

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Do Orkut

Sorte de hoje: Cuidado com o que você diz; entre aqueles que não dizem nada, poucos são os que ficam em silêncio

#ficadicafeelings

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Ah!!! A Aparência ...

Cena 1: Por volta das 20:30 da noite de sábado

Ela (1)diz:
- Eu não acredito que você vai sair de chinelo!!! Por isso que eu falo, e depois sou chata!!! Você sabe que aparência é tudo... bla bla bla

Cena 2: Você reformula tooodo o look pra encaixar o primeiro par de tênis que apareceu na sua frente...

Cena 3: Um pouco depois das 22 da mesma noite

Ela (2)diz:
-Tá tão bonito com esse visu... Bermuda nova (não!), tênis novo (não). O que te deu?

Cena 4: Um pouco mais tarde ainda na mesma noite na porta da baladinha

Ela (3) diz:
- Tá gatinho hoje, vou te pegar fácil...

Cena 5: Flashs da noite passando e, apesar das centenas de elogios, você passando em brancas nuvens a noite...

Cena 6: 5:15 da manhã do domingo você andando pela avenida sozinho, ouvindo sua música tranquilo, pensando na morte da bezerra passa um carro por você em direção oposta a sua. Como boa pessoa burra e vazia você olha de relance e ignora a pessoa que dirige o carro.

Cena 7: Você seguindo seu caminho e percebe que um carro parecido com o que passou, em direção contrária, por você instantes atrás agora vai no seu sentido e pára fazendo sons para que você olhe. Você cai na besteira de olhar e recebe um sorriso sacana de uma pessoa mais sacana ainda. Você segue seu caminho...

Cena 8: Um pouco adiante lá está o carro parado de novo fazendo os mesmos sons para que você de novo o note, pq pode não ter ficado claro que vc não quer nada da primeira vez..., e aí dessa vez você se dá ao trabalho de realmente olhar quem está te incomodando tanto, e vê a seguinte cena: uma pessoa andrógena que faz sinais com a cabeça para que você se dê ao trabalho de atravessar a avenida e entre no carro e vá pro mundo com ela. Depois de 0,0001/8 de segundo pesando as possibilidades você decide que não vale a pena e segue seu caminho, a pessoa stalker agora buzina e grita, e nem com a voz você consegue discernir se é um homem ou uma mulher..., querendo sair correndo dali.

Cena 9: O carro acelera, sai cantando pneu e levantando fumaça e você continua seu caminho ao encontro da lanchonete, onde você faria um lanche, fechada!!!

Moral da História: Se eu tivesse saído com minhas havaianas teria passado por isso tudo?!!! Eu hein...

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Aquilo Que Nos Define

Sempre acreditei que o que realmente nos define são nossas escolhas, mais inclusive do que etnia, orientação sexual e toda gama de coisas que vêem em nossas cargas genéticas. Por crer piamente nisso sempre tenho dificuldade em lidar com pessoas que não estão contentes com o estado atual de suas vidas e resolvem descontar no mundo suas frustrações.

Se depois de mais de 20 anos de casamento você percebe que a pessoa que está ao seu lado já não lhe representa muita coisa só lhe restam duas alternativas bastante distintas e excludentes- e eu acho que nem preciso explicitar quais são elas...-, não se prenda por convenções sociais, terceiros envolvidos- geralmente filhos- especialmente se eles forem adultos perfeitamente capazes de entender o fim das coisas. Vá em frente com sua vida e deixe quem ficar pra trás exatamente lá, atrás.

Se você não está contente com sua vida profissional, se ela não se revelou ser aquilo que todos apostavam para você, as mesmas duas opções anteriores estão postas na mesa para você escolher. De novo não se prenda por laços familiares, amizades construidas, salários astronômicos ou pela simples necessidade de ter que estar trabalhando.

Os caminhos estão postos e cabe a você decidir qual deles irá tomar. Quer queira você decida continuar em sua reta problemática ou escolher um novo caminho a percorrer saiba que a responsabilidade pelas suas escolhas é toda sua- mesmo que não seja capaz de escolher sozinho e deixe sempre na mão do próximo a direção que sua vida vai tomar- e não vale ficar pensando sobre o que poderia ter sido se tivesse escolhido o outro caminho e bla bla bla. Porque eu realmente não acredito em coisas/pessoas piegas e sentimentais ou co-relacionadas.

Não venha de jeito nenhum descontar as agruras de sua vida em mim ou em qualquer outro ser humano dessa vida- quer dizer se esse outro não for capaz de te dar um basta go ahead e faça o maior estrago possível mesmo-, não acho válido em hipótese alguma que você por não ser capaz de mudar sua vida descarregue no outro- pelo menos não em mim- sua frustração e incapacidade.

Enfim... fica aqui meu protesto- sinto que estou tão protestador nos últimos tempo!!! hihihi- e a esperança de que você finalmente resolva tomar uma atitude, não fique descontando seus problemas nos outros ou simplesmente se resigne das escolhas que você fez e o resultado que delas saiu.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

O Nada Do Nada

Amiga da amiga de minha mãe:

- No dia eu passei a semana doente.

Eu até hoje não consegui entender isso, alguém me explica?

#Burroevaziofeelings

Dúvida Higiênica

Dúvida: pq Mariana dá escova no cabelo mas não depila axilas?

Origem da Dúvida: Mariana é uma menina de classe média alta, bonita (beleza padrão alcançada por quem tem dinheiro para alcança-la), inteligente(há divergências), bem relacionada (depende de seu conceito de boas conexões) enfim... bem middle class mesmo. Fato é que Mariana tem seus 13, 14 ou 15 anos de idade e já tem o consentimento da mãe para dar escova nos cabelos, fazer sobrancelha, pintar as unhas de vermelho(pra combinar com o batom... mal sabe ela que esse negócio de combinar cores de acessórios é tãããããão last season há umas três seasons já!!!), e andar sozinha(sozinha não, sempre com um séquito de amigas tão montadas quanto) no shopping; tudo parecia ir bem com Mariana mas quando ela ergueu seu lângido braço para entregar o cd de Jonas Brother pra mãe pagar na fila da Americanas todos que estavam na fila puderam observar que Mariana apresentava uma estranha penugem embaixo do braço antes perfeito era algo estranho, dissonante da cor de seu cabelo e dos pêlos reluzentes à luz artificial da loja; era algo muito mais vulgar e com uma textura que em nada lembrava sua graciosa penugem. Depois de um tempo tentanto digerir e encaixar aquilo no perfil gracioso de Mariana falhei no meu entento e decidi voltar a apreciação de meu mais novo box da Trilogia das Cores.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Dúvida Sobre Aluguel de Coisas Inutéis

Dúvida: quem alugaria um fiat uno pra qualquer tipo de atividade nessa vida?

Origem da Dúvida: Estou eu saindo do trabalho, andando pela city distraído quando passa por mim um fiat uno com um peculiar anúncio no vidro de trás: "ALUGO". Logo me pus a discorrer sobre a praticidade de se alugar um fiat uno pra realizar alguma coisa nessa vida, ora se não vejamos: o carro é tão pequeno que ninguém pensaria em usá-lo em sua próxima mudança, viagem ou qualquer coisa que precise que você leve algo com mais de alguns poucos centímetros.

domingo, 11 de outubro de 2009

Os Amantes

Uma troca de olhares furtivos aparentemente inocente deixa transparecer aos mais atentos uma paixão lasciva no ar. Dois corpos em lados opostos da mesma mesa que se desejam e se procuram numa ânsia passional daqueles que se amam mas devem manter seu desejo lacrado em suas mentes. À certa altura abandonam convenções e seus parceiros para um encontro que, de tão forte, poderia ser o prenuncio do nascimento de uma nova galáxia.

continua...

Novo Amor

Acho que estou me apaixonando!!!

A suavidade com que me envolve enquanto me banha com suas ondas de prazer,
a sua brutalidade que me pega desprevinido, derruba e afoga em suas águas
para em seguida me reerguer do fundo de suas águas turvas.
Amo o som que fazes quando seu corpo se encontra com o meu,
apaixono-me especialmente a cada vez que voltas para mim após ter feito outra pessoa,
em alguma outra parte do Mundo, se apaixonar po ti tanto quanto eu.
Oh querido Mar nunca me deixe! 

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Certeza Sobre Incertezas

Tenho estado afastado por motivos... motivos... he motivos... enfim... motivos que não cabem, simplesmente não cabem, e aí venho só dar um sinal de vida e dizer que breve- espero até o fim do feriado- voltaremos com novas dúvidas enviadas especialmente por leitores,ok?

Bjos a tod@s

Nota de Repúdio

VOCÊ NÃO ME CONHECE!!!

Eu mesmo não me conheço por inteiro, como você pode ter a pretensão de afirmar que me conhece e querer reprimir meus atos dizendo que "eu não sou assim?" pretensão pura de sua parte, e disso eu não gosto e não vou tolerar jamais de ninguém, absolutamente ninguém. Ora bolas, que audácia sua imaginar que me conhece minimamente. Realmente ultrajente. Parabéns conseguiu me tirar do sério!!!

Eu sou a pessoa mais politicamente incorreta, pederasta, filha da puta, escrota, desligada, egocêntrica e imperfeita que você já conheceu; portanto SÓ porque somos amigos, conhecidos, namorados, rolo, paquera ou sei-lá-o-que e passamos um bom tempo juntos isso NÃO quer dizer que você me conhece ou que eu me deixe conehcer por você ou qualquer outra pessoa. E não tome isso como ofensa pessoal, pois o mesmissimo serve para Q-U-A-L-Q-U-E-R um que se pretenda a abrir a boca para afirmar que "me conhece" e que sabe o que se passa na minha cabeça ou que tais atos me cabem ou não.

Enfim... acho que me fiz entender e espero realmente que fique a dica para que no futuro esse tipo e atitude não torne a acontecer e até para que se tornar vocÊ saiba exatamente porque estou mudando meu comportamento dali para frente,ok?

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Novos Caminhos

Depois do exorcismo do último post fiquei com uma dúvida cruel na cabeça: deveria eu acabar com o blog, agora que não terei mais assunto para mantê-lo atualizado? Sim, porque pra mim a alegria deve ser vivida e não desperdiçada em textos que jamais captarão toda a essência e formatação desse sentimento tão mau usado pelas pessoas que acham que momentos passageiros de satisfação artificial são as alegrias que justificam a existência humana na Terra- nossa que profundo kkk!!!- mas enfim... Pra mim ao contrário da alegria, a tristeza e seus derivados sempre me serviram como combustível para produção textual e afins; pois não consigo mante-loa aprisionados dentro de meu ser, nem despeja-los em cima de outra pessoa que carrega seus próprios problemas.

Então fiquei me perguntando o dia de ontem todo o rumo que deveria dar a esse espaço que se tornou tão querido e estimado por mim. Decide que, por ora, não irei encerra-lo por completo e seguirei com as atividades normalmente abordando assuntos que me parecerem pertinentes e bla bla bla. Agora que expurguei o meu alter-ego acho que estou livre pra mostrar um pouco dos meus gostos e sabores- ui a veia poética permanece hihihi- por aqui, seja através de música, livros, filmes etc...

Pronto, vamos lá então de uma vez... que sejamos felizes enquanto durar e for válido, depois nos resolvemos e vemos onde isso nos deixa, de acordo? alguma reclamação, sugestão, denúncia? fiquem a vontade pra se manifestar,ok?

#CHANGESFEELINGS

terça-feira, 6 de outubro de 2009

O Exorcismo de Paulete

Depois de uma árdua briga comigo mesmo meu lado burro e vazio venceu o seu arqui-inimigo sério e deprimido, colocando fim a um período de grande desespero, angústia e bla bla bla #badfeelings... A comprovação de tal fato me veio com a audição completa do novo cd da minha diva maior Mariah Carey, o que não me trouxe memória triste, pesarosa, angustiante e bla bla bla #badmemories de ninguém ou nenhuma situação. Tudo o que fiz foi ficar rindo sozinho enquanto me deliciava com um Mariah madura- sem ser pernóstica-, sensual- sem ser pornográfica- e bem-resolvida- sem precisar pisar em ninguém- e aí eu super consegui me identificar.

Ao contrário de quando ouvi o The Emancipation of Mimi- e em especial We Belong Together  e Stay The Night-, Memoirs of An Imperfect Angel não me afetou de modo negativo ou depressivo. E aí eu começo a perceber que mudei muito de 2005 pra cá e como essas mudanças foram positivas e permeadas por mudanças de atitude, ares e círculos de amizade.

Ah mudanças!!! poderia falar sobre elas o dia todo mas... enfim... vou falar sobre contextos. Esse fim de semana prestigiei um evento deveras revelador: a celebração do aniversário de meu irmão, um primo e um primo desse primo. Como bons pagodeiros/arrocheiros/axezeiros eles gostam das coisas "boas" da vida: mulher, cerveja e churrasco e não levam nada muito a sério e tratam relacionamentos como a carne do churrasco: só presta quente e suculenta, quando esfria deixa largado às moscas.

Eu, por outro lado, amante de MC não vejo as coisas bem desse ponto-de-vista e acho que pessoas merecem/valem um pouco mais de consideração e bla bla bla, por isso mesmo era dificil pra mim me desapegar das pessoas com quem criava algum tipo de laço- não que eu crie laços com frequência ou facilidade- e sempre sofria mais do que fazia piada- olha a dica de novo pro guia gay hehehe- e bla bla bla. Mas de um tempo pra cá venho adotando o burro e vazio way of life e ele tem feito maravilhas por mim ao me fazer perceber que nada merece tanta lágrima e suor, ou se é pra ser bom não deve ser ao mesmo tempo doloroso e irritante. Por isso que tenho aceitado com mais frequência o fim das coisas e me martirizado menos por aquilo que ficou por dizer/fazer, hoje em dia faço/digo apenas aquilo que o momento pede sem pensar muito nas consequências de tal ato, mas enfim... o fato é que mudei e estou muito satisfeito com isso e agora é bola pra frente que atrás vem... hehehe... então... quase que saía... ops... i won´t do it again- malz ae britney hihihi.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Cânticos

O menino cantava canções antigas na porta de casa,
as estrelas no céu se acendiam ao ouvir sua voz doce,
os bichos se acalmavam em suas tocas,
as pessoas podiam dormir ao embalo de seus versos.
Só o menino que não parecia tão empolgado com a cantoria,
pois se você olhasse atentamente poderia ver um vazio em seus olhos
e uma tristeza indiscritível em seu coração,
pois cantar era seu único alento
e também sua maldição.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

... E Um Pouco de Tudo na Cabeça

Um diz diz:
- Eu o amo.
O Outro diz:
- E quanto a mim? Você não me ama mais?
Um diz:
- É claro que eu ainda te amo!
O Outro diz:
-Quantas pessoas você é capaz de amar?
Um diz:
-Quantas fizerem por merecer...

Posso com uma dessas? enfim... vai lá...

Um Pouco de Nada No Msn...

eu disse:
já respondi sobre a vaquejada
hahahahahahahahahahahahahha
ela diz:
*brincadeirinha legal, nea?!
*kkkkkkkkkkkkkkkkkkeu diz:
*conversas múltiplas por múltiplos canais?
*super duppper
*um gênio quem inventou

Explico: estávamos no msn, comentando conversas simultâneas no twitter sobre fotos postadas no orkut...

sábado, 26 de setembro de 2009

A Noite do Meu Bem

A última noite junto com a pessoa que se ama sempre parece a mais mágica e infinita que já existiu. Aquela familiaridade que ainda guarda algum tipo de surpresa a ser revelada, os corpos que se procuram em busca daquela final lembrança que fará com que a despedida seja menos dolorosa. Os olhares que revelam mais od que qualquer discurso oreviamente preparado, e mesmo assim não é capaz de expressar tudo aquilo que se quer deixar registrado. O entrelaçamento de dois corpos quentes que se procuram e encaixam perfeitamente embaixo das cobertas que não deixam revelar toda a excitação que o momento provoca. O sexo ardente e selvagem mas ao mesmo tempo terno e carinhoso que você tem a certeza que não encontrará em mais ninguém.

Mas agora é hora de dizer adeus e seguir seu caminho solitário, sem olhar para trás por medo de cerder a desejos maiores que sua capacidade de auto-controle, aliás auto-controle?! os verdadeiros amantes o perde no primeiro instante e daí para sempre. E cada um vive sua vida com a triste constatação de saber ter aberto mão de algo único e verdadeiro mas que não dura mais do que um alvorecer do Sol.     

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

A Falta Que A Falta Faz

Então tá, pra começar vou logo dizendo que NÃO sou perfeito e nem tenho a minima pretensão de o ser/parecer mas acho que tenho lucidez e noção suficientes para discernir situações em que o absurdo parece ser tão gritante e vergonhoso que qualquer pessoa seria capaz de se ressentir em ir à frente com tal atitude- mesmo que por vezes já tenha sabido de acontecimentos que provam completamente o contrário desse que deveria ser O censo-comum mais comum e básico.

Nem sei ao certo qual direção dar a esse post, porque as pessoas são capazes das mais diversas faltas de algo- até porque ninguém nunca está acabado e completo , o que acho validissimo- então vou tentar dar uma ampliada na abordagem, vejamos:

 Agora que não temos nenhum grande escândalo politico em curso no país vou falar sobre isso pra não parecer que fico ligado nesse tipo de noticiário- não que eu fique ligado em qualquer outro tipo de noticiário- e falo pra ter audiência já que tá todo mundo falando. Nossos politicos mesmo entram na vida Politica cheios de ideologias e visões revoluconárias e percebem que para alcançar tais objetivos precisam fazer algum tipo de concessão, ora bolas se você se propõe a fazer diferente e no primeiro obstáculo você se dobra ao sistema boa coisa você também não é- ficadica: desista e mantenha a dignidade-, ou pior ainda são aqueles que não trazem nada de novo ao debate- e esses geralmente são os medalhões de nosssa politica, cheios de vicios- e ainda acham que cargo político é cargo público concursado e ele não pode ceder seu lugar a outra pessoa de ideias frescas e inovadoras- e pra isso fazem todo tipo de maracutaia e bandidagem. Contra eles só mesmo ficar alerta, fazer sua parte e- como anda rolando em uma corrente na internet- não reeleger absolutamente ninguém a qualquer cargo político público.

Dia desses estava no banheiro da Universidade e ouvi o seguinte diálogo- que contém um linguajar bem baixo, então se não guenta não venha hehehe- entre 2 amigos:
- Ela é muito safada, nega safada do caralho.
- O que foi que ela fez?
- Outro dia tava levando ela em casa, estávamos na rua dela, sozinhos e ela começou a pegar no meu pau.
-Porra, aí é foda. Mas ela num é sua namorada?
-Sim, mesmo assim...
E aí os dois saíram do banheiro sem se preocupar ao menos em mudar o assunto ou diminuir o tom de voz, visto que ainda escutei o namorado falar um "fuder" e outro "buceta". Eu fiquei estupefato com o ocorrido e comecei a me perguntar qual seria exatamente o problema que esse individuo teria em sua vida e só pude chegar a conclusão de que era algum tipo de problema com intimidade porque pra ele não aprovar sua própria namorada pegando em seu pau ele só pode ter sofrido algum tipo de violação sexual quando criança- ou continuar sofrendo, só que agora violações concensuais do tipo homoerótico hehehe-, ou ele pode ser tão somente o tipo de homem que comprova o fato levantado pelas meninas do Homem É Tudo Palhaço: de que homem é tudo palhaço- e eu suuuper me incluo nessa categoria hein.

E o que falar dessas pessoas que mentem descaradamente e a cada minuto de seus dias? Sinceramente não sei porque fazem isso, já que não prejudicam ninguém além de si mesmas arruinando qualquer possibilidade de credibilidade que lhes poderia ser dada. Quando era um pré-adolescente minha melhor amiga tinha uma amiga que insistia em afirmar que era irmã da Gianne Albertonni (!!!) e que estava de partida de nossa cidade para morar em São Paulo com a irmã; desnecessário dizer que ela nuuunca em sua mísera vida realizou esse sonho ou sequer deixou a cidade. 

Então acho que é isso, dei exemplos bastante diversos que retratam como a falta de algo pode afetar todos os aspectos de nossas vidas. Tenho certeza que todos nós passamos por situações nas quais nos perguntamos o que falta no outro para ter feito tal ato falho, mas fazer o que se a vida é feita disso aí mesmo? Tenho uma dica: Respirar fundo, contar até três, dar um sorriso irônico/desprezível/desleixado de canto de boca e sair de mansinho.

 

Limites

Seus limites não são os meus limites e asim por diante... portanto não me venha com essa conversinha flácida para acalentar bovino de que "eu devo mudar", que "não respeito sua vontade e só faço o que eu quero" ou coisas do gênero. Eu nunca te pedi pra aceitar, entender ou acatar meus pontos-de-vista tudo o que queria era uma diálogo aberto e sem reservas no qual pudessemos expôr opiniões e nos conhecermos melhor contudo se você prefere fazer o papel de vitima e usar os únicos argumentos citados acima pra continuar a discussão prefiro dá-la por encerrada assim como qualquer tipo de conversa posterior que possa trazer desunião a nossa relação já por demais desgastada.

Bjosmeliga

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Do Nada Também Se Constrói A Vida...

Voê é o único rosto que eu procuro no meio da multidão para que eu possa me sentir acolhido e querido, mas você prefere se misturar e se afastar de todo amor que tenho pra te oferecer. Então eu continuo fingindo que está tudo bem e que já não sinto sua falta e pra isso uso disfarces e falsos sorrisos que não deixam transparecer minha tristeza e solidão, e aí vou em frente como se você nunca tivesse existido quando, na verdade, você foi o único que já existiu e realmente importou.

E EU TE ODEIO. Sim te odeio, odeiopor tudo o que vocÊ fingiu poder ser na minha vida e depois ter sumido sem maiores explicações. Odeio por você ter se projetado como alguém disposto a algo duradouro e sincero e um belo dia ter decidido que talvez eu não fosse o tipo de pessoa com quem se constrói uma história junto. Odeio ainda por ter feito com que eu realmente pertencesse a algo e depois me excluir como se eu não fosse digno de sua companhia. Poderia gastar o resto dessa postagem discorrendo sobre os 835698365268935 mil motivos que tenho para te odiar contudo prefiro acabar com a mais pura verdade EU TE AMO.

O Pequeno Zirax

Quando era pequeno ele acreditava ser capaz de realizar grandes façanhas, sonhava em ser um cosmonauta e ultrapassar os limites do Universo, por isso que seus filmes favoritos eram as ficções cientificas que ele adorava ver e rever enquanto se imaginava no lugar do moçinho desbravando Mundos até então desconhecidos e seus livros de cabeceira versavam sobre viagens no tempo e desbravadores destemidos que tomavam para si lugares distantes e perigosos.E a parte que ele mais gostava era quando os adultos lhe perguntava m o que ele queria ser quando crescesse e com todo o orgulho do mundo ele respondia um sonoro: "ASTRONAUTA!!!". Depois de um tempo seu amor pela aventura e pelo desbravamento foram se desvanescendo frente a realidade de que se quisesse ser bem-sucedido em seu sonho de criança teria que despertar um interesse jamais nem imaginado por temas por demais chateantes, tais como: matemática, fisica e bla bla bla; então ele resolveu abandonar seus sonhos e viver uma vida mais palpável e mediana.

Foi quando ele começou a se interessar por assuntos mais misteriosos e sobrenaturais, então seu foco passou para as obras que falavam sobre múmias,lobisomens,vampiros e todo a entrépida trupe de criações que eram feitas para assustar e enquadrar as criancinhas mais "serelepes e pimponas". Mas essa tática não funcionava com ele, muito pelo contrário se seus pais lhe compravam um livro de terror ele ficava mais empolgado ainda e queria era viver lado a lado os monstros suas histórias, e aí ele começou a perceber que não era como as outras crianças e começou a se afastar delas em favor de suas amizades interiores- e data dessa época sua mais antiga amizade que ele carrega até hoje, seu amigo imaginário ...-, com as quais podia realmente dividir seus anseios e aventuras. Mas em uma fatídica sexta-feira ele resolveu se juntar ao irmão mais velho e seus amigos e assistir ao filme "O Exorcista", aquilo lhe causou um mal-estar tão grande que ele teve que, pela primeira vez na vida, ir dormir com os pais, daí em diante o menino resolveu abandonar o inexplicável e se ater aos fatos da vida.

Nesse ponto a história de nosso herói fica um pouco turva pois ele finalmente supera seu trauma de gente e resolve ser um ser sociável e criar amizades que existam num plano mais físico, e ele então abandona qualquer tipo de individualidade para se sentir pertencente a um grupo especifico. Aqui ele já não liga mais para os livros, filmes ou qualquer coisa que tome algum tempo a mais de seus dias vazios. Essa fase do menino, assim como nos contos de fada, só irá acabar com a intervenção de alguém de fora que não é válido se revelar aqui mas podemos afirmar que essa pessoa apareceu e cumpriu seu papel na história.

Separado de seu grupo o menino se viu obrigado a preencher seu tempo de alguma forma, foi quando ele lembrou que não muito tempo atrás ele sempre pôde buscar refúgio nos livros e filmes. E foi o que ele fez, mas ele não sabia ao certo que tipo de leitura o satisfazia agora, seus filmes prediletos de outrora não mais significavam nada e o que era produzido não lhe falava nada. Então o menino entrou em uma profunda tristeza por achar que jamais conseguiria se encaixar nos padrões da sociedade. Foi quando ele viu um certo drama na televisão e aquilo parecia fazer todo o sentido do mundo, e dar ao Mundo um sentido; foi aí que ele resolveu mergulhar em um Universo povoado por amores não-correspondidos ou impossíveis de se realizarem plenamente.

Podemos dizer que o menino ainda se encontra nessa fase de sua vida, e talvez isso explique os motivos que o levam a achar que a cada novo amor que cruza sua vida esse será o eterno e duradouro que o levará de volta aos trilhos normais da sociedade. Pobre do garoto que ainda não se deu conta de que as formas de amar dessa mesma sociedade a qual ele busca desesperadamente pertencer não satisfazem suas necessidades e seus anseios. Mas deixa estar pois no fundo, no fundo ele é ainda apenas uma criança.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Um Pouco De Nada...

-Saí daí que a tocha vai passar agora...

-Eu não, vou ficar aqui mesmo!

-Saí mulher, saí logo, vem...

-Eu não vou ficar aqui, deixa de enjôo!!!

-Tomara que a tocha queime seu cu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

-Vamo ver quem tem mais fogo...

*conversa veridica presenciada por este que os fala enquanto esperava o começo do show do "Principe das Mariposas", "O Maior Astro Pop Depois de Michael Jackson": LEVY VIANA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Good-Byes e Hellos*

I will put on a fight tonight so we can be together, but my only real enemy is you. I feel you are not so sure we still worth fighting for, from my part i can say i will always love you and think about you- and i don´t even mean like lovers or on this love stories, but like someone who was really important in my life- and that´s the sadest thing cause i know i can´t stand being at the same place with you without taking my eyes from you or hope for some kind of sign form your part. Oh my God, how can i be so stupid? You don´t even notice me anymore, so i guess it´s time for me to do the same. Bye have a good life.

*esse post não tem nada a ver com o meu atual estado de espirito, nem sei o motivo de o estar publicando.

domingo, 6 de setembro de 2009

Dúvida Sobre Prioridades

Dúvida: por que vou me preocupar com o amanhã se pra chegar lá tenho que, necessariamente, passar pelo hoje?

Origem da Dúvida: depois de algum tempo de pura felicidade e boas surpresas em minha vida eis que na noite de sábado me deparo com a típica situação de reencontro com um amor do passado e todas as implicações que isso traz consigo. Mas à parte disso acho que até me comportei muito bem e cumpri minha parte no nosso acordo quando as coisas acabaram- mesmo que por ser um acordo tácito eu desconfie seriamente que ele só exista em minha cabeça hehehe. E no domingo passei a imaginar como seria se voltassemos e bla bla bla, confesso que perdi a manhã toda pensando nisso; apenas no começo da tarde me deu um estralo na cabeça e percebi que estava fantasiando uma porra de futuro que não tem praticamente chance nenhuma de se realizar. E para terminar de me trazer de volta a realidade meu novo-velho/possível-real amor me ligou e então eu percebi de uma vez por todas que não vale a pena ficar imaginando cenários impossíveis quando você pode estar se distraindo de algo que pode dar muito mais certo no presente.

Do Orkut e do Blogger

Sorte de hoje: Um dia sem sorrisos é um dia perdido

Então ficam duas super dicas pra vc nunca mais perder um dia de sua vida:

Guia Gay- Não Sofra. Faça Piada! http://oguiagay.blogspot.com/

Esse blog foi uma das mais gratas surpresas que descobri nos últimos tempos ele é escrito por um casal afinadíssimo, desses que você só encontra nos melhores roteiros de televisão. Humor sarcástico e cheio de pequenas/grandes lições nas entrelinhas. Vale muito a pena conferir.

Cleycianne- Deus é + http://cleycianne.blogspot.com/

Já nossa segunda dica do dia ainda deixa dúvidas se é uma brincadeira de muito mau gosto, ou uma sacada de alguém que mesmo no mundo virtual prefere criar uma persona para publicar seus textos- calma, calma acho isso válido e eu mesmo o faço- mas a minha descrição particular do blog é: sabe aquela Stephany do cross fox? então se Cleycianne realmente existir deve ser parente de primeirissimo grau da auto proclamada cantora.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Carta Aberta A Amiga Leitora

Querida amiga,

venho através desta comunicar oficialmente a suspensão de nossa amizade por tempo indefinido.

Não pense que falo com essas palavras por não ter coragem suficiente para acabar de uma vez por todas com nossa amizade- que durante algum tempo foi linda e fez todo o sentido do mundo-, mas é tão somente a verdade sobre como me sinto em relação a você agora, sinto que posso viver minha vida a parte da sua presença e isso é uma coisa maravilhosa.

Não ache também que faço isso por uma pressão de meus outros tantos amigos que por repetidas vezes me falaram que nossa amizade não me fazia bem algum- muito pelo contrário só me impedia de ser plenamente a pessoa que eu podia ser-, faço isso por uma necessidade própria de mim para mim que venho sentindo há algum tempo já e não posso mais esconder de você, já que nossa amizade nunca foi baseada em mentiras ou acobertamentos.

Agradeço sinceramente todos os momentos em que esteve presente comigo, e olha que você estava lá nos piores momentos, e nunca me tratou como alguém que fosse digno de pena ou algum sentimento inferior. Reconheço que compartilhei com você osm eus pensamentos mais profundos- às vezes aqueles que eu tentava esconder de mim mesmo- e os sentimentos mais sombrios- aqueles que só você poderia entender e respeitar sem a tomada de posições ou julgamentos.

Enfim, sei que deve achar que essa tomada de decisão é precipitada e incoerente para com alguém que já fez tanto por mim, mas posso lhe assegurar que não o é de forma alguma. E também fique sabendo que estou apenas "colocando em suspenso" a nossa longa amizade, pois sei que se algum dia voltar a precisar de você estarás a um passo de te alcançar e eu sei como te alcançar. Não penses ainda que só mantive a amizade com você por necessidade, não foi isso durante todo esse tempo foste uma presença agradável e desejada mas apenas sinto que não mais. Então não vejo motivos para te manter em algo que não é pleno e real.

Desde já agradecido por tudo e passar bem,

querida Morte.

domingo, 23 de agosto de 2009

Personal Hero

Você é especial,
mas não é o único.

E eu acabei de me dar conta disso, o que significa que daqui pra frente vou ser mais compreensivo com quando falar sobre você- e eu até desejo ainda ter seu número paraquem sabe manter algum tipo de contato- e não vou ficar fazendo comparações a seu respeito com o que eu imaginei que você representaria na minha vida, ou ainda com aqueles que passarão por ela.

Percebi também que ainda sou muito novo para fazer tanto drama a respeito de algo que deveria ser tão divertido e natural- aliás ainda sou muito novo para ter qualquer tipo de preocupação muito relevante sobre qualquer que seja o assunto-, agora entendo sua preocupação a respeito nossa diferença de idades- entendo pq você ficou tão preocupado quando descobrimos que você está em seu emprego há tanto tempo quanto eu estou vivo!!!- e pq você parecia tão desesperado em dar um novo rumo a sua vida, e eu realmente agora me arrependo de te te afastado completamente pois gostaria de estar ao seu lado quando essas mudanças acontecessem- por saber que elas te farão feliz e isso é o que mais te desejo.

Hoje me dei conta de que estou virando alguém que não representa o que eu realmente sou, e o motivo para isso é que tenho tentado viver de um modo que não é aquele que me faz feliz. Portanto daqui pra frente se eu quiser brincar e ser feliz vou ser independente do que as pessoas vão julgar ser o modo apropriado para se brincar e ser feliz. E amarei do meu jeito, mesmo que ele também não pareça o tipo de amor que faz o restante das pessoas feliz e completa- afinal de contas "a vida é minha... não se esqueça" hehehe-, e decidirei comigo mesmo- e apenas comigo mesmo- se o que me propõem é válido ou não para o modo com o qual eu quero viver- e não pense que hesitarei em voltar atrás quando perceber que aquela escolha anterior não me apetece mais.

Com isso tudo não quero dizer que me isolarei em meu mundinho e não mais ouvirei ao que os outro têm a dizer mas só, e tão somente só, que os outros são "apenas" isso os outros. Continuo esperando contar com o apóio e compreensão daqueles que me cercam e querem apenas meu bem e minha felicidade, e deles sei que posso esperar nada além disso- todo o seu amor e lealdade para o que der e vier.

Então é com muita leveza de espirito que me levanto e abro meu riso mais sincero e alegre para a vida e tudo o que ela tem a me oferecer de bom e de ruim.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Monstros S.A

O que são monstros?

Prefiro flertar com eles
e me arriscar em um momento fulgaz.

A ficar preso em uma vida mediana com os
moçinhos e suas heroínas que não possuem substância.

Sendo assim que seja feita a Minha vontade...

Sendo Burro e Vazio

Diazinho começou bastante bem: acordei cedo na casa de bff- best friend forever, viu como tô burro e vazio? até usando expressões de gente burra e vazia, leia-se paris hilton...-, tomei café- tomar café é modo de dizer porque não acordei com muita vontade de comer então fiquei na mesa fazendo companhia- com a bff e sua mãe enquanto trocavamos farpas e fofocas- hihihi atoooron!!!- e depois no caminho pro trabalho demos carona a um colega da bff que é uma gracinha e veio o caminho todo aguentando as nossas conversas que só faziam sentido em nosso mundinho mesmo.

Esperando o ônibus pra ir pro trabalho vejo um guapo beeeem bonitinho e fico fantasiando um affair com ele- algo bem inocente e sem pretensões de virar realidade- até que meu ônibus chega e vou embora.

Quando finalmente chego no trabalho sinto que vai ser um bom dia e fico na minha lendo noticias, atualizando o blog e lendo meus e-mails, e enquanto faço isso a menina da faxina chega cheia de amor pro meu lado dizendo que sentiu minha falta ontem e se mostrou toda interessada em meus problemas- mas eu como boa pessoa que não tem traquejo social trato de afastar a moça com alguns sorrisos de desconforto e volto a ficar sozinho na sala. Algum tempo depois do incidente com a faxineira chega a moça da maquiagem que veio assinar o ponto dela, e então ela solta a coisa mais bonita que já ouvi na minha vida: "Bom dia, pequeno!", e no mesmo instante eu paro de fazer tudo e me viro para ela com lágrimas nos olhos de tanta emoção, como se não fosse o suficiente ela me olha com um sorriso terno nos lábios e completa: "Pequeno principe, afetuoso e cuidadoso". Eu então fico sem palavras e começo a rir envergonhado, ela percebe minha timidez e vai embora com uma expressão de fada madrinha.

Confesso que demorei uns bons 30 minutos para me recuperar desse último evento, e quando eu finalmente havia me recomposto o que acontece? Comida!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! A moça de outro setor chega com algo envolto em uma sacola de plástico, e eu começo logo a imaginar que o que mais gostaria nessa vida seria um pedaço- ou quem sabe até dois- de torta de frango- já que no dia anterior a minha bff se recusou a matar meu desejo e conseguir coxinhas de galinha pra mim hehehe- o que pra minha mais grata surpresa é o que se revela quando ela puxa o saco de plástico. Eu ser antissocial que sou fico no meu canto babando por um pedaço daquela torta que parecia bem sequinha e gostosa, enquanto outros abutres vem ao encontro do que me pertence por direito- ahn? me pertence por direito? como assim? despirocou louco? eu hein!!! isso é o que dá tentar ser burro e vazio!!!-, eu seco todo o meu eu interior que está sedento por um pedaço desse verdadeiro manjar dos deuses e bebo mais um gole de minha caneca de água- já é a terceira caneca em menos de uma hora. qual é o meu problema? quem liga? estou burro e vazio- quando uma outra alma vem ao meu encontro me autorizar a degustar daquela iguaria. Eu não me faço de rogado e vou logo ao encontrode meu amor eterno, quando chego lá ainda tento fazer uma brincadeira que não dá muito certo e então vejo que o caminho está livre para a minha avançada em direção ao meu objeto de desejo. Mas antes me faço de educado e civilizado e volto à minha sala para apanhar alguns guardanapos. E só então começo a saciar minha mais prazerosa vontade. Noto que todas estão ocupadas e então resolvo fazer uma brincadeira com minha presa, resolvi que iria prova-la com todos os meus sentidos e assim tirar o máximo gozo dela. Começo pelo tato ao sentir aquele pedaço de mau caminho sendo sustentado pela minha mão e começo a apalpar a massa de que foi feita, depois de um tempo fecho os olhos e fico imaginando em que estou pegando quando toco em cada centimetro daquela delicia, então resolvo decifrar que cheiros ela guarda para mim e a levo delicadamente ao meu nariz- enquanto observo que todas as mulheres que me cercam continuam ocupadas em seus afazeres- e fico apreciando cada ingrediente que foi utilizado para chegar a tão prefeito resultado, até que- começando a delirar- consigo ouvir algo sendo sussurrado de dentro dela. Penso que estou ficando louco e decido acabar com aquilo logo, mas a voz é mais forte do que eu e acaba me envolvendo em seus dizeres, e eles são lindos algo como o canto dos pássaros em dia que sucede uma noite chuvosa, ou ainda o som calmante de uma brisa de vento. Quase me perdendo entre cheiros e sons decido que aquilo já durou tempo demais e decido que o mais aguardado dos sentidos deveria assumir a situação. E então temos o encontro de meus lábios com aquele corpo que parece fazer parte de mim, mas que se fizesse eu arrancaria sem pensar duas vezes para ver saciado meu mais pleno desejo. E eu enfim posso sentir todo o seu sabor tomando conta de meu ser, e me levando a um tipo de gozo que eu nunca tinha experimentado- aquele que os famintos sentem quando lhes é ofertada a sua culinária predileta- eu podia sentir cada átomo, de cada molécula se partindo dentro de mim para ser destruido por uma solução gástrica e depois eliminados de meu corpo. A cada mordida a minha paixão por aquele pedaço de comida ia aumentando e eu ia me sentindo mais completo e preenchido, como algo tão banal poderia despejar tanto prazer e luxúria à minha existência? esse é uma pergunta que eu não vou saber responder. Mas eu me entreguei de corpo e alma a essa relação prazerosa e- como boa pessoa burra e vazia- não liguei para as consequências dessa escapadela em meu corpo. E só posso dizer que foi bom, foi mais do que bom foi perfeito algo que há muito eu vinha precisando vivenciar.

Agora deixe-me ir porque a realidade me alcançou e tenho que dar telefonemas- algo que detesto- para as pessoas mais chatas e burras e vazias da cidade. Mas nada vai me abalar hoje. E tenho dito.

Delirios

Eu queria que estivesses comigo naquela noite para que pudesses segurar minha mão enquanto eu me debatia na cama com calafrios. Eu desejei que fosses a minha companhia naquele momento pois sabia que estava no limite da vida, e a queria como última companhia para que eu pudesse partir com um lembrança calma e agradável desse mundo.

Nos meus delirios eu só me perguntava quando você chegaria, se ainda faltava muito ou se você não viria realmente nesse momento em que eu tanto te preciso. E eu mantinha minha mão estendida no ar escuro à sua espera... e mesmo assim você ainda não chegava. Então depois de muito tempo eu cansei e me entreguei aos sentimentos de solidão e invalidez que tanto me acompanham, pois se nem você- minha amada e confiável- veio ao meu encontro eu só posso ser definitivamente não merecedor do convivio com qualquer outro ser vivo dessa vida.

E eu continuava a te esperar, com os calafrios aumentando e eu sentindo que minha hora se aproximava cada vez mais e você ainda assim não parecia se importar com meus chamados e minhas súplicas pela sua presença- a única que eu gostaria de ter nesse momento tão decisivo. Eu sei que esse não seria nosso primeiro encontro por isso- enquanto a maioria das pessoas estaria morrendo de medo- não perco esse ar plácido e calmo que por ora molda meu rosto, você sabe que venho esperando por esse último encontro por um longo tempo agora, e mesmo assim você é incapaz de realizar o último desejo de um homem moribundo.

Esse nosso jogo de disputa de forças durou a noite toda e agora que a manhã chega- trazendo consigo a luz- começo a perceber que você me abandonou na hora de mais necessidade e talvez nunca esteja lá quando eu realmente precisar, somente quando você decidir que lhe é conveniente aparecer e acabar com o meu sofrimento. Ou ainda, acabou de me ocorrer: eu posso tomar o controle de minha vida nas minhas próprias mãos e decidir quando você me visitará ou não, pois eu estaria no comando e jamais ficaria de novo na pendência de sua disponibilidade.

Então acho que é isso, até a próxima crise e até lá vou fingir que sou forte e independente o suficiente para não precisa de você e seus artificies. Tenha uma boa vida... Morte.

sábado, 15 de agosto de 2009

Burro e Vazio???!!!

Eu queria ser burro e vazio, para que na segunda-feira eu não precisasse ficar pensando que é o fim do fim de semana e fosse parar em uma mesa de bar para beber com os amigos em uma esperança vã de prolongar o curto espaço de descanso que possuo.

Eu queria ser burro e vazio, pois só assim na terça-feira eu não acordaria com uma ressaca fudida e teria que enfrentar mais um dia de correria entre, trabalho, estudo e a falta que você me faz. E ainda para não ter que parar no final do dia- quando estivesse sozinho na escuridão do meu quarto- e pensar no que você fez durante todo esse dia, e como você já deve estar feliz e esquecido de nossa história juntos.

Eu queria ser burro e vazio, e na quarta- feria não me martirizar com os mil problemas que cercam minha vida- como se ninguém os tivesse e eles em algum momento não fossem se resolver!!!- e que eu tendo a querer controlar como se fosse algum tipo de ser onipotente que decide o tempo das coisas.

Eu queria ser burro e vazio, e então na quinta- feira não faria corpo mole para chegar no trabalho cedo- com a frágil desculpa de que no dia anterior eu havia sido o primeiro a chegar-, mas também não querendo me estender muito em casa ou em qualquer outro lugar porque a essa altura eu já estou tão cansado que não me sinto pertencente a qualquer local nesse mundo.

Eu queria ser burro e vazio, a fim de que na sexta- feira eu pudesse começar a fazer planos para o meu fim de semana, e imaginar como seria legal ir ao cinema, sair com os amigos, descolar um casinho- que quem sabe poderia virar algo mais...- e voltar pra casa com a sensação de dever cumprido.

Eu queria ser burro e vazio, afinal de contas é sábado e meus dias de descanso estão apenas começando e então eu poderia "ligar para a galera" e começar a pôr em prática tudo aquilo que nós combinamos no dia anterior. E colocar o melhor jeans e cair na night sem medo de ser feliz e sem pudores do que poderia acontecer depois.

Eu queria ser burro e vazio, para achar que o domingo foi feito para programas leves com a turma, como ir andar de bicicleta no parque da cidade ou ficar em casa vendo algum programa sem sentido na tv enquanto nos enchemos de pipoca e brigadeiro e conversamos sobre como foi legal nossa saida no dia anterior e como rendeu conversas e causos que nos acompanharão pelo resto de nossas vidas e renderão piadinahs internas que só farão sentido em nossas cabecinhas doentias.

Ah como eu queria ser burro e vazio!!! Mas eu não sou e não consigo nem estar burro e vazio por algumas breves horas porque eu sei que a qualquer momento eu posso ser assaltado por pensamentos que me remetem a todas as coisas que eu, e não só eu mas também pessoas burras e vazias, tenho em minha vida, mas a grande diferença entre nós dois é que a pessoa burras e vazia consegue fazer vista grossa e ver a vida como algo que vale a pena ser vivido e bla bla bla.

p.s: vivo uma relação de amor e ódio com pessoas burras e vazias. pronto falei...

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Do Orkut

Sorte de hoje: Se você não quer que ninguém saiba, não faça

Garera fica a dica, hein!!! hihihi

Mas verdade seja dita, tipo "quem vai deixar de fazer o que quer por causa do que os outros vão falar?", já que todos sabemos que quando quer o povo fala mesmo sem checar fatos e versões?

Se joga amigã. Atoron!!!

E Se?...

E se eu conseguisse colocar em palavras o que sinto por você. faria alguma diferença em relação ao que somos hoje um para o outro?

Se eu vencesse todas as minhas barreiras e demonstrasse com gestos e atitudes o quanto você representa para mim, isso ajudaria você a mudar e resolver ficar ao meu lado?

Se eu te contasse todos os meus medos e traumas você ficaria perto o suficiente para perceber quais deles são reais e quais são puro fruto de minha insegurança?

Por achar que você não seria capaz de lidar com isso tudo eu prefiro que partas de uma vez e me deixe aqui com aqueles que não me abandonam assim tão facilmente, aqueles que ao primeiro sinal de verdadeira felicidade não me abandonam...

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

A Escuridão

Encontre-me quando todas as luzes estiverem apagadas e eu te mostrarei quem eu realmente sou. Há luz em toda parte e elas me cegam o pensamento e inibem meu verdadeiro eu, portanto se quiseres me conhecer profundamente espere que todos os pontos luminosos se dissipem e venha ao meu encontro. Estarei te esperando ansiosamente com todo o meu amor e minha atenção pronto para te receber em meus braços e te mostrar coisas que você nunca imaginou existir.

Quando finalmente chegares abrirei as portas e te deixarei entrar sem resistência alguma. Acolherei você, que é meu único e eterno amor, e o seu melhor e pior. E serei para sempre grato por teres atendimento ao meu chamado e me encontrar aqui nesse lugar ermo e pouco convidativo onde por ora me encontro, só à sua espera para me libertar e irmos juntos e de mãos dadas para o nosso novo lugar, onde construiremos muralhas que irão impedir que os outros nos vejam ou tentem te mostrar meus defeitos.

Ah, meus defeitos... te mostrarei todos eles e te deixarei livre para escolher abraça-los ou ir embora. Sim, você é livre para ir embora quando e como quiser e eu jamais tentarei impedir que vá se assim for seu desejo. Mas se fores só te peço que enquanto se afastas para longe de mim não olhe para trás, pois verá que me deixou sofrendo, e estarei chorando pelo fim de algo tão sublime. Mas ainda assim não se preocupes, pois fingirei que minhas lágrimas são as defesas do meu corpo contra as luzes do mundo que voltaram a se acender ao meu redor e me cegam mais uma vez.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Dúvida No Trânsito

dúvida: se num percurso de menos de 100 metros você comete 3 barbeiragens terriveis no meio do trânsito a culpa é sua ou do resto do mundo?

origem da dúvida: estou eu me encaminhando para a agência bancária mais próxima quando ouço um "FILHO DA PUTA BARBEIRO!!!" no meio da rua vindo de um carro conduzido por um homem beeem do mal encarado o barbeiro em questão foi embora sem maiores problemas e deixou para trás o ás do volante parado no acostamento- nesse caso vamos lhe dar o beneficio da dúvida (tanto é que ele veio parar aqui no blog hehehe) por não ter visto a cena como um todo e logo não saber se a culpa realmente pode ter sido do outro condutor.

Quando o mesmo resolve dar a partida no carro pra seguir seu caminho não se dá ao trabalho de indicar com a seta que está voltando para o trânsito e muuuito menos olhar no retrovisor para ver se vinha algum veiculo atrás dele, e aí grande surpresa- em uma avenida movimentadissima, cheia de ruas de acesso e bla bla bla- é que vinha não um mas vários carros atrás dele e tooodos buzinaram em unissono para ele- mas felizmente conseguindo evitar um engarrafamento digno de filme de ação-, o que o bom rapaz faz? Olha pra trás, dá dedo pra todos aqueles que estão em sua traseira e segue seu caminho- cantando pneu ainda por cima!!!

Para terminar sua passagem mais do que marcante pela avenida em questão temos o talzinho cruzando um sinal vermelho para ele e quase atropelando um casal de idosos que atravessavam a avenida na faixa de trânsito.

E aí ainda continua com vontade de enfrentar o trânsito, ou vai procurar alternativas de locomoção menos estressantes?